Search

6 ideias para organizar o seu roupeiro


Mudança de estação é sinónimo de mudança no roupeiro. Com a chegada do tempo mais frio, é altura de arrumar as roupas de Verão e dar lugar às roupas mais quentes de Outono/Inverno. E também de mudar os têxteis da casa que já não se adequam à nova estação: falamos de colchas, edredões, mantas, cortinados ou capas de almofada.


Nem sempre é fácil encontrar um local para guardar estes têxteis durante seis meses. Mas esta mudança é, ao mesmo tempo, uma das melhores formas de arranjar espaço e organizar o seu roupeiro para ser mais simples encontrar o que procura no dia-a-dia.


A Rima Design dá-lhe algumas ideias para esta mudança sazonal, bem como para a organização eficiente da roupa e dos restantes têxteis no roupeiro e em espaços de arrumação extra.

1. separar o que se usa e o que não se usa

Esta mudança de estação é ideal para fazer uma limpeza sazonal do seu roupeiro e separar os têxteis que não usa dos que são efetivamente usados. Pode fazê-la de várias formas, sendo a opção mais drástica a de retirar logo do armário tudo o que sabe que não vai usar na nova estação. Assim, pode pendurar e guardar apenas o que vai querer manter.


Outra opção é retirar toda a sua roupa do roupeiro e guardá-la noutro quarto, escolhendo a cada dia as peças a vestir - só o que é vestido e lavado é que volta ao roupeiro, tudo o resto fica de fora. Pode ainda empilhar a roupa no armário à medida que a vai usando, ficando por cima a que mais usa e por baixo a que vai ficando por usar.


Existe ainda uma forma original de perceber, ao fim de um tempo, o que mais se veste, que envolve a colocação de todos os cabides ao contrário dentro do roupeiro. Ao usar e voltar a colocar lá a roupa, volta a colocar os cabides da forma convencional, visualizando melhor o que vale a pena guardar.


São algumas formas de separar a roupa que se usa (cerca de 20% da que temos no roupeiro) da que não se usa (cerca de 80%) e assim ganhar espaço para peças novas e da nova estação. Esta separação permite ainda doar as peças que não se usa ou deitar fora as que já não estiverem em condições, bem como arranjar espaço para arrumar as peças da estação anterior.


2. arrumar a roupa que não é da estação

Depois da separação, é preciso encontrar um local para armazenar a roupa da estação anterior até à próxima mudança de roupeiro. O espaço escolhido deve ser fresco e seco, protegendo os têxteis da humidade e do pó.


Se tiver um armário adicional, noutro quarto da casa, perfeito. Se não, há sempre outros cantos da casa que pode aproveitar: gavetas por usar, o topo de uma estante, debaixo da cama ou qualquer outro armário onde caibam caixas com roupa (como esta ou esta do IKEA). Também a garagem ou o sótão, se a sua casa tiver estes espaços para arrumação, são perfeitos para esta organização sazonal.


É importante que as caixas, sendo esta a sua opção para arrumar a roupa, sejam de um material mais forte e seco que o cartão, para manterem as condições certas de preservação.


3. organizar a roupa da estação por cores e looks

A roupa da nova estação tem também de ser organizada no roupeiro de forma a ser facilmente encontrada. A primeira ideia útil é a utilização de cabides iguais no armário, preferencialmente de madeira ou veludo (por serem mais finos), para destacar mais as roupas e harmonizar visualmente o armário, ganhando espaço. A utilização de cabides diversificados pode dar mais destaque a algumas peças e menos a outras, pelo que a uniformização ajuda à organização.


Há várias formas de organizar o roupeiro, mas a que encontra mais apoiantes é sem dúvida a organização por cores. A roupa pode ser pendurada de acordo com este critério e, dentro de cada cor, pode ainda fazer sentido organizar por ambiente: roupa do dia-a-dia, roupa de fim-de-semana, roupa mais formal, entre outras.


Em alternativa à organização por tonalidade, a organização por look é uma opção a considerar. Ajuda a juntar roupas que combinam bem juntas (e que podem ou não partilhar a cor), permitindo descobrir mais rapidamente as peças a usar e fazer combinações mais imediatas.


Mais importante que qualquer dica de organização por cores ou looks é o conselho de organizar de acordo com a forma como pensa quando se veste. Se começa por pensar no ambiente formal ou informal, talvez essa seja a melhor opção para si. Se a cor é fundamental no seu look do dia-a-dia, essa será a forma ideal para organizar o seu armário e torná-lo prático e eficiente.


4. ter a roupa mais usada mais à mão

É aquela ideia básica para quem quer um roupeiro funcional e procura tornar mais simples a consulta e escolha das peças a usar a cada dia. A roupa mais usada deve, por isso, estar mais à mão: nos cabides, as calças, os casacos e os vestidos; nas gavetas ou prateleiras, bem organizadas, as camisolas.


Nos cabides, à vista, podem também estar as mochilas e malas que mais usa, para facilitar a sua utilização - se as guardarmos em gavetas ou em armários adicionais acabamos por nunca as ver e usamos sempre as mesmas. Os acessórios, como relógios e jóias, devem estar igualmente visíveis e acessíveis, pendurados ou em caixas transparentes.


Uma opção criativa e que ajuda a ganhar espaço, tornando os pequenos acessórios visíveis, é a utilização de organizadores para guardar individualmente cachecóis, meias e outros pequenos têxteis de uso frequente, ou cabides mais pequenos para os pendurar. Os divisores de prateleiras e gavetas são também uma alternativa às caixas, separando as roupas e tornando-as mais visíveis.


Já as mantas e roupas de cama, por não serem de uso diário, podem estar guardadas em gavetas, menos visíveis, ou mesmo fazer parte da decoração da casa, sobre sofás ou camas, onde possam acrescentar algo ao ambiente da habitação.


5. criar espaços adicionais de arrumação

Quando o roupeiro não é suficiente para todas as roupas que tem para guardar, é preciso ir à procura ou mesmo criar novos espaços de arrumação. Uma boa forma é procurar espaços livres dentro do quarto onde possa colocar algumas das peças menos usadas: pendurados na parede, em caixas debaixo da cama, sobre estantes ou prateleiras na parede, ou mesmo em gavetas que não estejam a ser usadas na sua totalidade.


Dentro do roupeiro, pode ainda criar novas formas de organizar jóias ou sapatos, por exemplo pendurando-os na porta de modo a utilizar um espaço tradicionalmente sem uso. Se colocados numa prateleira, os pares de sapatos devem estar virados um para o outro para poupar espaço - já fora do roupeiro, há liberdade total para os mostrar!


Para os têxteis da estação, pode adicionar uma fila extra de cabides dentro do roupeiro, usando assim mais um espaço que não estava aproveitado. Outra opção é pendurá-los fora do roupeiro, em cabides de pé de madeira ou metal, criando um elemento de decoração original que é, em simultâneo, um novo espaço de organização.


Malas de viagem elegantes e outras caixas originais, ou até pufes com arrumação, podem ser igualmente usadas na decoração, ficando fora dos armários, visíveis, acrescentando um look renovado ao seu quarto e servindo até de base para candeeiros e outros elementos. Se, por outro lado, tiver um espaço adicional de arrumação que não queira mostrar, pode pendurar um cortinado do teto ao chão e assim tapar toda esta arrumação atrás de um elemento decorativo original.


6. usar roupeiros à medida

É sem dúvida a melhor solução para adequar as suas necessidades de arrumação às características da sua casa e aproveitar ao máximo os espaços. Criar roupeiros à medida, embutidos nas paredes e seguindo o seu formato, permite rentabilizar e usar espaços que sem eles não teriam qualquer uso, ganhando novos espaços de arrumação práticos e acessíveis.


Quem fala em roupeiros à medida também pode falar na criação de um closet, seja num espaço construído para o efeito ou na conversão de uma divisão da casa neste armário muito especial e que é o sonho de muitas pessoas. Um closet permite ganhar espaço de arrumação e organizar melhor as suas roupas e os seus acessórios da estação, tendo-os sempre à mão. Um espelho dentro do closet é o elemento de decoração que não pode faltar, para experimentar e descobrir as combinações perfeitas.

A mudança sazonal do roupeiro é verdadeiramente transformativa e tem efeitos muito positivos na forma como organizamos a nossa forma de vestir. Por um lado, deixamos apenas o necessário dentro do roupeiro, o que ajuda a visualizar melhor as roupas disponíveis. Por outro, arrumamos o que não usamos diariamente e guardamos as roupas da estação anterior até voltarem a ser necessárias.


Porque cada vez acumulamos mais coisas que não precisamos, o espaço extra para arrumação nem sempre é muito. Por vezes é preciso ser-se criativo e encontrar soluções dentro de casa que podem passar por usar os têxteis na própria decoração de interiores. E, em alguns casos, procurar ajuda profissional para tornar a casa mais funcional pode ser a solução ideal para ganhar espaço para mais arrumação.

0 views

RIMA DESIGN

sobre nós

Na Rima Design criamos experiências únicas através de espaços exclusivos e funcionais. Distinguimo-nos por um design minimalista que acompanha as mais recentes e inovadoras tendências da indústria. O nosso foco são os nossos clientes e os seus objetivos, adaptamo-nos a cada projeto – seja remodelar uma cozinha ou reorganizar um escritório.

ENTRE EM CONTACTO

E: geral@rimadesign.pt

  • LinkedIn Rima Design
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon

copyright © 2020 Rima Design