Search

5 dicas para trabalhar de casa

Updated: Nov 9, 2020

Como já devem saber, na Rima Design adoramos espaços de trabalho e os desafios que existem ao desenhá-los. Com o Covid-19 fomos surpreendidos com a ideia de que trabalhar em casa - pelo menos por algum tempo - é uma realidade em todo o mundo. Devido ao novo Coronavírus, muitas empresas estão a adoptar o teletrabalho para evitar que as pessoas se desloquem das suas casa e que estejam em contacto com outras pessoas. Embora seja uma situação temporária, é a nova realidade de muitas pessoas.


O trabalho remoto permite que as empresas contratem talentos de diversas nacionalidades e backgrounds sem que hajam barreiras ou limitações impostas pela localização, mas isto só é possível para alguns. Temos a tecnologia a nosso favor e é totalmente possível partilhar conhecimentos e informações com colegas de qualquer parte do mundo, sobretudo graças aos canais de comunicação interna, como o Slack, e às aplicações como o WhatsApp e FaceTime, que ajudam bastante.

Mas a verdade é que, quando trabalhamos em casa, manter o nível de produtividade a que estamos habituados não é uma tarefa simples. Replicar em casa as mesmas condições que são oferecidas num espaço exclusivamente dedicado à actividade de uma empresa pode ser difícil, principalmente porque no mesmo espaço que temos para relaxar e descontrair, temos também de produzir. E isto tem um maior impacto do que se possa pensar, especialmente a médio e longo prazo.


A nossa co-fundadora Rita, tendo a experiência de trabalho à distância durante mais de dois anos, conhece os principais desafios e riscos desta situação. Agora que se ajusta novamente a essa realidade, ainda que temporariamente, decidiu partilhar 5 dicas importantes para mantermos a produtividade e sanidade mental enquanto trabalhamos a partir de casa, especialmente tendo em conta este contexto externo agravado.



1. Não subestime a importância da luz natural


A primeira decisão que terá de fazer, mais tarde ou mais cedo, será definir qual o melhor espaço da sua casa para trabalhar. A primeira coisa que deve pensar é a luz natural. Sendo que provavelmente trabalhar na varanda ou no terraço não é uma opção sustentável a longo prazo, escolha um sítio onde tenha mais luz natural. A luz contribui para a nossa saúde física e mental e proporciona um aumento na produtividade e desempenho, além de estimular a criatividade. Um ambiente escuro pode causar fadiga e cansaço físico, e ninguém quer isso. Pesquisas indicam ainda que a luz natural pode melhorar o humor, trazendo impactos positivos no trabalho e na vida.



2. Escolha um sítio dedicado ao seu trabalho


Mesmo que não tenha a sorte de ter um lugar especificamente dedicado ao trabalho, pense neste conceito. Adapte o que for necessário sem perder muito tempo e sem grande investimento, seja uma secção da sua mesa de jantar dividida com canteiros, uma pequena mesa atrás do sofá ou ainda substituir uma das suas mesinhas de cabeceira temporariamente por uma mesa um pouco maior. O importante é ter um espaço dedicado para que o seu cérebro consiga reconhecer diferentes espaços para diferentes estados de espírito. Sentar-se no sofá pode parecer tentador, mas acredite que não é a melhor solução e ao segundo dia já poderá existir um sentimento de frustração por não estar a ser tão produtivos.



3. Reflita sobre as condições ergonómicas que tem



Como já mencionámos, trabalhar com o portátil no sofá só funciona na teoria (e nas redes sociais). Na prática, a realidade é diferente e não só por uma questão de produtividade, mas também pela nossa saúde. Uma cadeira confortável e uma mesa na altura certa farão com que mantenha uma posição saudável ao longo do dia e se sinta melhor com o passar do tempo. Talvez até tenha a oportunidade de trabalhar numa zona da sua cozinha onde há uma bancada alta, nesse caso torne-a na sua standing-desk para poder mudar de posição ao longo do dia. Um outro conselho que de certeza que também já ouviu: arranje-se como se fosse para a rua. Ver-se constantemente em calças de fato de treino ou pijama só vai aumentar a probabilidade de ir parar novamente ao sofá.



4. Preparação, preparação, preparação



Planeie o início da jornada de trabalhar de casa. Não acorde simplesmente num dia e abra o computador na mesa de jantar. É melhor estar preparado do que a meio de uma conference call o seu Wi-Fi estar constantemente a ir abaixo. Isto não só vai arruinar o seu dia, como também poderá causar uma má impressão perante os seus colegas. O nosso conselho? Adapte-se consoante o seu trabalho! Tem mais gente em casa? Fala muito ao telemóvel? Garanta que tem as necessidades tecnológicas que necessita, principalmente se tem de estar em contacto com outras pessoas constantemente.



5. Cuide do espaço à sua volta



Na minha visão (apesar de ser um pouco parcial), os espaços são algo com que interagimos constantemente e por isso têm um grande impacto no modo como nos sentimos e como vivemos o nosso dia a dia. Se está a trabalhar de casa vai ter de estar mais tempo no mesmo local, talvez como nunca antes, em alguns casos, e por isso deve considerar o design, a funcionalidade e a harmonia do espaço. Depois de definir o local, comece por pensar no plano de trabalho (mesa/secretária) e parta daí para o que o rodeia - sejam paredes, janelas, estantes... Às vezes uma planta pode fazer toda a diferença.




Adaptarmo-nos a esta situação de um momento para o outro não é fácil, mas a verdade é que este pode ser um ótimo exercício para ganharmos uma skill cada vez mais preciosa no mercado de trabalho. A rampa de crescimento das equipas remotas vai aumentar exponencialmente com a situação actual e devemos estar prontos para aprender e crescer com ela.


E por fim, não tenha medo de mudar o espaço. Caso esta realidade seja mais “definitiva” na sua vida, diga-nos e faremos o melhor que sabemos para o ajudar!


101 views0 comments

Recent Posts

See All